Teorias de Aprendizagem para uma EaD sem Distâncias


Nós professores estamos passando por uma situação em que mal conseguimos parar para descansar (ainda que há quem acredite que por estarmos em casa não estejamos fazendo nada, ou que pensem que só de fato estejamos trabalhando quando nos encontramos online com os alunos).  

É um momento em que estamos aplicando mais do que nunca aquilo que as metodologias ativas preconizam, ou seja: o aprender fazendo! Estamos aprendendo a lidar com essa situação, a praticar o ensino remoto, a dar conta de diferentes demandas e problemas. Mas os resultados estão compensando. Quem escolheu ir para a luta, em vez de ficar esperando que algo "caisse do céu" e resolvesse todos os problemas, estão vendo que está valendo a pena. 

A EaD está mostrando ser, sim, a solução, mesmo que numa forma derivativa, que estamos chamando de Ensino Remoto Emergencial. EaD hoje é sinônimo de tecnologia, de modernidade. Mas nem por isso as “antigas” e boas teorias pedagógicas podem ser esquecidas. Sim a teoria sempre foi e é muito importante ! Mas sabemos que pode ser muito complicado conciliar teoria e prática. 

Para nos ajudar a destrinchar essas teorias e aplicá-las, na prática, convidei para uma conversa a Profa Adrienne Sttéfane, autora do livro “Teorias de Aprendizagem na EaD: abrindo a caixa de Pandora”. Nessa obra ela consegue apresentar de forma clara e organizada as principais teorias que embasam as metodologais pedagógicas. 


A Adrienne se apresenta como uma pessoa apaixonada por Educação e Inovação, é coordenadora pedagógica de EaD e docente no Centro Universitário de Patos de Minas - UNIPAM e doutoranda na UFU (Universidade Federal de Uberlândia), desenvolvendo uma temática, claro, relacionada a tecnologias na educação.


Comentários